sexta-feira, 25 de abril de 2014

Desafio das 10 palavras


*Desafio das 10 
Palavras*

O desafio é o seguinte: com 10 palavras, ditas aleatoriamente por outras pessoas, tem de fazer um texto com todas elas, independente de quais sejam. Fiz esse texto na aula, e pedi as palavras para as minhas colegas. Ficou beeeeem doido huahuha, mas, vamos lá!

Primeiro, as palavras que me deram:

*Amor
*Saudade
*Fantasia
*Pizza
*Lasanha
*Presidente
*Hospício
*Protetor solar
*Fazenda
*Pulseira

Ah, pedi também sugestões de nomes, e me deram: Claura, Taubaté (what?) e Mafalda. 

**Levem o texto no humor**

Enfim, vamos logo para o texto:

A macumba do amor

Era uma vez, uma mulher chamada Mafalda. Ela vivia cem uma fazenda com seus dois filhos, Claura e Taubaté. 
Certo dia, Mafalda estava colhendo feijão, quando um carro, totalmente sem controle, entrou com tudo na sua plantação. 

- Santo Deus! - Mafalda gritou.

De lá, saíram uma mulher e dois homens. 
- Sinto muito, senhora. Nosso carro está precisando de alguns consertos. - ele se desculpou.
- Pre...Presidente?! - Mafalda gaguejou.

 De repente, Claura chega correndo.

- Josefina!!!! - berrou. 

O presidente e a mulher se olharam, confusos. 

- Ah, vocês atropelaram a galinha dela. - Mafalda explicou. 

- Hum, sentimos muito.

- Eu... Vou levar o carro para a oficina. - O motorista disse. 

- Vá. - A mulher falou. - Ficarei aqui com ele.

- Entrem, vou fazer um almoço para nós. - Mafalda convidou, finalmente cumprimentando o presidente e sua assistente.
Então, ela fez pizza, lasanha, strogonoff e uma torta de sobremesa. Eles conversaram bastante, e depois, foram descansar. 
- Mãe, vou dar banho no Cabrito. - Taubaté falou.
- Tem cabrito aqui? Não vi nenhum. - A assistente disse.
- É que, hum, Cabrito é o cachorro dele. Não me pergunte o porquê de ele colocar esse nome num cachorro. - Mafalda falou, rindo. 

Horas depois, o motorista chegou a pé. O carro ficou na oficina, pois não conseguiram arrumar.

- Durmam aqui hoje. - Mafalda convidou.
- Não! Ele matou minha galinha! - Claura protestou.
- Ah, era só uma galinha. - Taubaté disse.
- Não, era a Josefina Mocochinna! - ela retrucou, quase chorando.
- Seus filhos são bem criativos para nomes. - O presidente observou. 
- Claura e Taubaté, silêncio! Eles vão ficar aqui e ponto. 

A assistente e o motorista eram casados, por isso, dormiram juntos em um quarto. Mafalda e o presidente ficaram assistindo TV até tarde, dormindo em sofás separados. 

Acabaram ficando uma semana lá. O presidente não queria ir embora, pois tinha se apaixonado por Mafalda, e eles começaram a namorar.Ele lhe dava vários presentes, inclusive uma pulseira  muito linda. A assistente e o motorista se separaram quando ela descobriu que ele era louco, e foi parar num hospício. 

Tempos depois, o presidente teve que voltar para reuniões com o governo. Mafalda sentiu muita saudade, mas estava feliz por estar vivendo um amor de verdade. Parecia até fantasia

Na volta, o presidente trouxe um protetor solar para sua mulher.
- Você fica muito tempo colhendo, deve se proteger do sol. Ah, também trouxe uma galinha para Claura e um cabrito de verdade para o Taubaté!

Eles abraçaram o padrasto, super felizes. Porém, o fim foi trágico...

Taubaté morreu de uma forma estranha: o seu novo cabrito revoltou-se contra ele e foi para cima. O menino não teve como se defender, e morreu. Mafalda teve que ficar meses no hospital com alergia ao protetor solar e Claura se perdeu ao correr atrás de Eurofina, sua galinha, e nunca mais foi encontrada. Só depois de tudo isso que Mafalda descobriu que o presidente era um macumbeiro. 

Eu ainda não acredito que escrevi isso huahuhauha ficou muito idiota, mas espero que tenham gostado. Meu próximo desafio é com 15 palavras, será que dá certo? :p

Ah, tenho vários textos novos para postar aqui, vou atualizando aos poucos. 

:*

Posted by: Lau

Nenhum comentário:

Postar um comentário