terça-feira, 12 de novembro de 2013

Amor


Não sei porque, adoro escrever sobre o amor. Deve ser porque sou meio romântica, ou sei lá. Esse é um texto meio pessoal, mas mesmo assim vou falar. Primeiro, uma pergunta: quantas vezes você já gostou, se apaixonou, por alguém na vida? Provavelmente alguma vez, sim. Tem gente que diz que nunca amou ninguém, eu acho isso meio impossível mesmo. Não é difícil conhecer alguém legal e se apaixonar assim, logo de cara, isso acontece com muita gente. Eu não me apaixono rápido. Não sei se entendo alguma coisa de amor, mas o que eu sei, vou dizer para vocês. 
Todos nós já sentimos amor. Não amamos nossos pais, nossa família? Então. Esses são amores bem, vamos dizer, comuns, porém, enormes. Qualquer amor que é verdadeiro se torna grande. Pois, vai chegar um dia, que sentirá uma atração por alguém especial. Primeiro uma atração física, talvez. Ou não. O amor não tem uma lógica, basta sentir. E não tenha medo de se apaixonar, ás vezes, é bom. Sofrer é necessário para ver se realmente vale a pena essa pessoa, se é isso mesmo que queremos. Também é preciso para mostrar que nada é impossível. Não existe uma paixão que não tenha um pouco de sofrimento, ou um obstáculo. Se não tivesse, que graça teria? Pelo que iríamos batalhar? O que valeria a pena? É só pensar. 
Se você gosta de uma pessoa, e tem certeza do que quer, vá atrás. Não desista. Uma hora, vai conseguir. E se não der, não era para ser. Mas, abra os olhos e veja quantas pessoas tem ao seu redor, só que você só presta atenção naquela. Quantas estão querendo seu bem, enquanto aquela não está nem aí para você. Isso dói, eu sei, mas é assim, não adianta. 
Para um amor verdadeiro, altura, idade e distância são apenas números. Obstáculos não são nada. Sofrimento é motivação. Persistência é palavra chave. Isso sim, se chama amar. 

Gostou desse texto? Comente!

***Todos os textos postados nesse blog são feitos por mim. Sem cópias por favor!***

Posted by: Lau

5 comentários: